Boas práticas para otimizar seus experimentos com tubos criogênicos

Os tubos criogênicos, também chamados de criotubos são utilizados para o armazenamento de materiais biológicos, resistentes a temperaturas extremas de -196°C e totalmente autoclaves. Essas condições de temperaturas excessivas demandam cuidados especiais, afim de garantir a preservação e armazenamento das amostras.

Veja algumas dicas de como realizar o manuseio correto, garantindo um experimento eficaz:

  • Ao preencher o tubo criogênico, utilize apenas 90% do espaço disposto, permitindo a possibilidade da expansão da amostra nele coletada.
  • A temperatura do congelamento precisa se manter a mesma no tubo, nele por um todo e durante todo o procedimento.
  • É imprescindível a movimentação dos tubos durante o processo de congelamento, evitando super refrigeração e criação de camadas grossas de gelo.
  • A tampa do tubo deve estar efetivamente fechada, mantendo vedação absoluta durante o congelamento na fase gasosa do nitrogênio líquido.
  • Não deve existir nenhum tipo de resquício no momento do rosqueamento da tampa ao tubo, o contrário disso resultará um experimento ineficiente.
  • Os tubos criogênicos devem ser armazenados na fase gasosa do nitrogênio líquido, caso seja imerso na fase líquida poderá vazar ou até mesmo quebrar, quando retornar à temperatura ambiente.
  • Utilizar equipamentos de proteção individual, pois diminui possíveis riscos e evitam contaminação em casos de manuseio de amostras biológicas.

 

👇🏼

Trabalhamos com as melhores marcas de tubos criogênicos!
➡️  Fale com a nossa equipe e faça uma cotação: clique AQUI

 

 

Gostou? Compartilhe 😉
Faça sua cotação
SOLICITAR COTAÇÃO