Membranas filtrantes

Membrana polimérica Descrição Aplicação Compatibilidade química
Ésteres mistos de celulose (MCE)

 

É composta por nitrato e acetato de celulose. Devido sua alta porosidade, proporciona taxa de fluxo elevada. Autoclavável e resistente a temperaturas de até 130 °C. – Filtrar e esterilizar fluidos biológicos;

– Microbiologia;- Análises contaminadas;

– Monitoramento do ar.

 

Soluções aquosas
Acetato de celulose

(AC)

Possui em sua composição diacetatos e triacetatos de celulose. É uma membrana com baixa carga estática e alta resistência. Apresenta maior resistência a solventes alcoólicos de baixo peso molecular, melhor resistência ao calor e baixa ligação de proteína, se comparada com a membrana MCE. – Recuperação aprimorada de organismos delicados;

– Filtração de soluções enzimáticas;

– Citologia diagnóstica;

– Estudos de ligação receptores.

 

Soluções aquosas
Celulose Regenerada Resistente a soluções aquosas entre pH 4 e 8 e solventes orgânicos como acetona, acetonitrila, Clorofórmio, Etilenoglicol, Isopropano, entre outros. Possui temperatura máxima de operação de 134°C. Autoclavável. – Preparação de amostras para análises, uHPLC

– Cromatografia

– Clarificação

– Química proteica

 

Soluções orgânicas e aquosas
Nitrato de celulose Superfície relativamente plana, altamente adequado para análise óptica da luz. Possui propriedade umectante excepcional e alta taxa de fluxo para soluções aquosas. – filtração de testes microbiológicos em água, bebidas, alimentos, fármacos, cosméticos e produtos similares, para E. coli, coliformes e outras bactérias Soluções orgânicas e aquosas
PTFE Hidrofílico Possui alta resistência química e de pH, altas taxas de fluxo com extração aquosa menor que 0.3% em peso. É opticamente limpa quando molhada com água. Não é autoclavável. – Purificar soluções de HPLC – esterilizar misturas aquosas/orgânicas Soluções orgânicas e aquosas
PTFE Hidrofóbico É uma membrana fina, altamente porosa, comporta-se como uma membrana retentiva, inerte a maioria dos solventes quimicamente agressivos (ácidos e bases fortes) e possui faixa de temperatura de operação entre 120°C e 260°C. – Esterilizar gases, uma armadilha para aerossóis aquosos
– Ar e ventilação de gases, permite que os gases passem livremente, bloqueando partes aquosas, protegendo as amostras consideradas críticas e bombas a vácuo;
– Esterilizar e purificar ácidos fortes e muitos outros solventes incompatíveis com outras membranas.
Soluções não aquosas
Nylon É uma membrana muito forte, resistente ao calor, compatível com soluções e solventes aquosos e alcoólicos. A membrana filtrante de Nylon é pura, com extrações orgânicas praticamente insignificantes. Restringe a passagem de proteínas, DNA e RNA.  Preparação de amostras para HPLC;
– Filtrar, esterilizar e purificar soluções ou solventes aquosos e orgânicos, incluindo soluções tampão, microbiológicas e de tecidos biológicos;
– Desgaseificação á vácuo.
Soluções orgânicas e aquosas