Espectrofotômetro: Para que serve? Como funciona? Quais são seus componentes?

Para que serve o Espectrofotômetro?

Espectrofotômetro é um aparelho amplamente utilizado em laboratórios, cuja função é medir e comparar a quantidade de luz (energia radiante) absorvida por uma determinada solução.

Fundamentado na Lei de Lambert-Beer, aonde diz “a absorbância, quantidade de energia radiante absorvida por uma solução, é diretamente proporcional a concentração da mesma”, este aparelho possui uma vasta gama de aplicações e está presente em várias áreas, como: química, física, bioquímica, biologia molecular, indústria e em diversos laboratórios, incluindo os de análises clínicas.

Como funciona?

1.   A amostra é colocada dentro do equipamento;
2.  Há uma fonte de luz que atravessa uma fenda e chega ao monocromador (prisma ou outro elemento difrativo, cuja função é fracionar a luz em comprimentos de onda individuais);
3.  Outra fenda ajustável na saída do monocromador, permite que apenas um comprimento de onda específico chegue na amostra.
4.  O comprimento de onda que passa pela fenda atravessa a amostra que está em um pequeno recipiente chamado de cubeta;
5.  A luz que atravessa a amostra é lida pelo detector, conforme esquema abaixo:

Quais são seus componentes?

 

•     Fonte de Luz: é composta por uma lâmpada de deutério e uma lâmpada de tungstênio (semelhante à lâmpada de carro). A lâmpada de deutério emite radiação UV e a de tungstênio emite luz visível.
•     Monocromador: alguns espectrofotômetros ainda possuem um prisma como monocromador, porém os mais modernos possuem dispositivos eletrônicos que transformam a luz incidida em vários comprimentos de onda, em um só comprimento, ou seja, a luz monocromática.
•     Cubeta: é o recipiente propício para conter a amostra que será utilizada na análise, as cubetas podem ser de quartzo, vidro e acrílico. As cubetas de vidro e acrílico, são usadas quando se trabalha na região do espectro visível (comprimento de onda entre 400 e 700nm). Para a região do ultravioleta (comprimento de onda entre 100 e 400nm), deve-se usar as cubetas de quartzo, que são transparentes à radiação.
•     Detector: é um dispositivo que detecta a fração de luz que passou pela amostra e transfere para o visor e/ou para o computador acoplado ao aparelho.

Por ser um aparelho muito sensível, qualquer interferência poderá gerar resultados incorretos. Sendo assim, é necessário que o espectrofotômetro tenha uma limpeza e utilização correta, garantindo resultados confiáveis e exatos.

 

➡️ Fontes: https://quimicanastaipas.wordpress.com/quimica-em-capsulas/ ¹

https://www.infoescola.com/quimica/espectrofotometria/ ²

https://www.infoescola.com/materiais-de-laboratorio/espectrofotometro/ ³

 

 

Gostou? Compartilhe 😉
Faça sua cotação
SOLICITAR COTAÇÃO